Austra

A voz teatral, sonante e peculiar de Katie Stelmanis não é um argumento recente: já a vimos pesar com os Fucked Up, com Owen Pallett e, desde 2011, tem-se afirmado como um dos (muitos) pontos fortes dos Austra. Desde que “Feel It Break” se fez ouvir pelos singles “Beat and the Pulse” e “Lose It” que ficou claro que o esforço em Austra para encontrar um lugar para a postura queer de Stelmanis era, em boa verdade, algo de muito natural. O disco de estreia da banda canadiana balançava entre o negro dos Depeche Mode e a alegria contagiaste da pop dançável. “Olympia”, editado este ano, promete festa — ou propõe um desafio de aguentar esses corpos em posições estáticas. Nós perdemos todos, que os Austra são certeiros como o destino.

Site

Vídeo

Facebook

 


Loading